Nossa missão é preservar a vida dos pacientes e profissionais da área da saúde.

PortugueseEnglishSpanish

ENGENHAGEM DA LIMPEZA

ENGENHAGEM DA LIMPEZA

Antes de iniciarmos o artigo de hoje, vamos ver o significado da palavra “Engenhagem”

Quando se relaciona a palavra ENGENHAGEM a LIMPEZA não nos compete inventar. A limpeza foi inventada a muito tempo e evoluiu muito. Portanto, os métodos de limpeza já estão muito estabelecidos para que possamos aprimorar e aplicar na nossa prática do dia a dia.

Nos nossos últimos artigos abordamos os métodos de limpeza e como eles podem ser ‘idealizados, traçados, construídos’ dentro de cada instituição de acordo com a realidade de cada uma e aqui queremos chamar a atenção para 6 pontos importantes ao falar sobre a engenhagem da limpeza:

1º COMPLEXIDADE

 

A complexidade dos instrumentos cirúrgicos envolve a variedade de instrumentos disponíveis e suas características. Como já falamos no artigo anterior existem vários tipos de características que precisam ser identificadas antes da limpeza para identificar qual o melhor método a ser utilizado.

Se você ainda não leu nosso artigo anterior, sobre os PPS que são passíveis de limpeza e suas carecteristicas, acesse:

2º COMPOSIÇÃO DA SUJIDADE

Os instrumentos podem acumular diferentes tipos de sujidade, que podem variar dependendo do procedimento cirúrgico e do tipo de instrumento, como por exemplo: Sangue e fluidos corporais, resíduos ósseos, gorduras, resíduos de medicamentos, etc.

 

Cada tipo se comporta de uma maneira em uma determinada temperatura, ou com um determinado detergente, por exemplo. Por isso é importante conhecer a composição de cada sujidade para tratá-la da forma correta.

 

Veja alguns dos principais tipos de sujidades encontradas na CME:

 

  • Sujidades orgânicas: Essas sujidades são compostas principalmente por materiais biológicos, como sangue, tecidos, fluidos corporais, gorduras e proteínas. Esses resíduos orgânicos podem aderir aos instrumentos e, se não forem removidos adequadamente, podem se tornar um ambiente propício para o crescimento de microrganismos, comprometendo a esterilidade dos instrumentos.

  • Sujidades inorgânicas: Essas sujidades incluem poeira, sujeira, minerais, depósitos minerais, resíduos de produtos químicos e outros contaminantes inorgânicos. Embora não sejam diretamente associadas a riscos biológicos, a presença dessas sujidades pode dificultar a eficácia da esterilização e afetar o desempenho dos instrumentos.

  • Biofilmes: Os biofilmes são camadas microbianas complexas e resistentes que se formam na superfície dos instrumentos quando as sujidades orgânicas não são removidas adequadamente. Esses biofilmes podem abrigar microrganismos patogênicos e aumentar o risco de infecções associadas aos instrumentos.

  • Resíduos de medicamentos: Alguns instrumentos utilizados em procedimentos clínicos podem entrar em contato com resíduos de medicamentos, como anestésicos ou substâncias quimioterápicas. Esses resíduos devem ser removidos adequadamente para evitar a contaminação cruzada e possíveis reações adversas em pacientes subsequentes.

  • Partículas e detritos: Durante os procedimentos cirúrgicos e outros procedimentos clínicos, pequenas partículas, detritos e fragmentos de tecido podem se depositar nos instrumentos. A remoção dessas partículas é essencial para evitar a contaminação e a interferência no desempenho dos instrumentos.

3º INFRAESTRUTURA

 

Garantir uma boa infraestrutura é fundamental para a eficácia do processo.

 

Além de um espaço físico que atenda toda demanda, é fundamento ter uma água de qualidade, equipamentos bons e qualificados, manutenção preventiva dos equipamentos em dia, etc.

4º PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO


Procedimento Operacional Padrão (POP) é um documento que descreve os passos e diretrizes específicas a serem seguidos no CME. Ele é elaborado para padronizar e garantir a consistência nos processos de limpeza, esterilização e armazenamento dos instrumentos.

 

É importante que o POP seja o mais claro e objetivo possível, veja um exemplo:

Em breve, traremos um artigo específicando ainda mais esse processo tão importante dentro do CME, fique ligado.

 

5º TREINAMENTO

 

Treinamento dos profissionais relacionados ao POP. Os profissionais precisam ter conhecimento técnico, científico, habilidade e ser treinamento de acordo com o procedimento.

Lembrando que o POP deve ser revisado regularmente e a equipe treinada de acordo com a revisão.

 

6º MONITORAMENTO

 

O monitoramento é um ponto muito importante, pois é através dele que se certificará se os equipamentos estão funcionando normalmente, se o profissional que foi treinamento esta seguindo o procedimento corretamente, se os recursos estão atendendo a demanda, se a limpeza está saindo com qualidade atendendo todas regulamentações e se é necessário mudar alguma etapa do processo.

Neste tópico, gostariamos de destacar o MDU (Medidor Desempenho Ultrassônico).

O Medidor de Desempenho Ultrassônico da Sanders do Brasil é a ferramenta essencial para manter o desempenho máximo de seus dispositivos críticos.

 

Recursos Essenciais:

 

Precisão Inigualável: Este medidor utiliza tecnologia ultrassônica de ponta para fornecer medições precisas e confiáveis do desempenho dos equipamentos médicos, garantindo que estejam operando com eficiência máxima.

 

Fácil de Usar: Com uma interface intuitiva, mesmo os profissionais de saúde menos experientes podem realizar medições com facilidade. Reduza o tempo gasto na manutenção e otimize o tempo de operação dos equipamentos.

 

Monitoramento em Tempo Real: Obtenha informações em tempo real sobre o desempenho dos equipamentos, identificando problemas antes que se tornem críticos. Isso ajuda a evitar interrupções no atendimento aos pacientes.

 

Histórico de Dados: O medidor registra dados de desempenho ao longo do tempo, permitindo o acompanhamento das tendências e a identificação de qualquer deterioração gradual do desempenho.

 

CONCLUSÃO:

 

A ENGENHAGEM DA LIMPEZA envolve que os profissionais entendam quais são as suas entradas (características dos materiais e tipos de sujidades), o processo de transformação (limpeza eficaz) e com isso temos a saída dos materiais prontos para a utilização.

Ao explorarmos os seis pontos importantes da limpeza dentro do CME – complexidade, sujidade, infraestrutura, procedimento operacional padrão, treinamento e monitoramento – fica claro que cada um deles desempenha um papel crucial na manutenção dos mais altos padrões de qualidade e segurança na esterilização e preparação de materiais médicos.

 

A complexidade das tarefas no CME exige não apenas habilidades técnicas, mas também a compreensão de procedimentos operacionais precisos, como estabelecidos nos POPs. A sujidade, frequentemente invisível, pode representar um risco significativo se não for adequadamente tratada, destacando a necessidade de procedimentos rigorosos e infraestruturas que possam lidar com essa complexidade.

 

A infraestrutura desempenha um papel crucial na capacidade de realizar procedimentos de esterilização eficazes, garantindo que os instrumentos estejam livres de contaminação. Os procedimentos operacionais padrão (POPs) fornecem diretrizes claras e documentadas para cada etapa do processo, garantindo consistência e conformidade. Além disso, o treinamento adequado capacita a equipe para seguir esses POPs com precisão, assegurando que os materiais estejam devidamente preparados e esterilizados.

 

Por fim, o monitoramento contínuo assegura que os padrões de qualidade sejam mantidos ao longo do tempo. Em conjunto, esses seis pontos reforçam a importância da “Engenharia da Limpeza” no CME, garantindo a segurança dos pacientes, a eficácia dos procedimentos cirúrgicos e a confiabilidade dos materiais médicos utilizados no ambiente hospitalar. Portanto, ao considerarmos a importância de cada um desses aspectos, estamos investindo na qualidade da assistência médica e na segurança de todos os envolvidos.

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Inscreva-se em nosso boletim informativo para obter informações atualizadas, notícias, insights ou promoções.

Ultímos Artigos