Nossa missão é preservar a vida dos pacientes e profissionais da área da saúde.

PortugueseEnglishSpanish

PRODUTOS UTILIZADOS NA LIMPEZA DE MATERIAIS NO CME

Como falamos em nossa última publicação, o tema desta semana será o PRODUTOS UTILIZADAS NA LIMPEZA DE MATERIAIS NO CME, fique conosco, nos acompanhe nas redes sociais e em nosso blog: https://sandersdobrasil.com.br/blog/

 

                                 PRODUTOS UTILIZADAS NA LIMPEZA DE MATERIAIS NO CME:

 

Os Centros de Material e Esterilização (CME) desempenham um papel crucial na garantia da segurança dos procedimentos médicos, e a eficácia do processo depende, em grande parte, da limpeza e conservação adequadas dos instrumentos. Neste artigo, vamos explorar três produtos essenciais que desempenham papéis específicos no processo de limpeza dentro de um CME, que são: os detergentes enzimáticos (limpeza de matéria orgânica), os desincrustantes (remoção de oxidações no aço inox par conservação dos instrumentais e do equipamento) e os lubrificantes (preservação dos materiais).


1. Detergentes Enzimáticos: Limpeza Profunda de Matéria Orgânica

Os detergentes enzimáticos são verdadeiros heróis na luta contra resíduos orgânicos. Com suas enzimas específicas, esses produtos quebram e removem eficientemente sangue, tecidos e fluidos corporais dos instrumentos. Essa etapa é crucial para preparar os materiais para os estágios subsequentes, garantindo que a esterilização ocorra em condições ideais.

 Eles consistem em soluções químicas que, além de componentes tensoativos (favorecem o espalhamento e promovem contato mais íntimo da água com o artigo a ser limpo), possuem enzimas como seu princípio ativo (atuam na quebra de partículas de sangue, tecido e muco). O mecanismo de limpeza consiste na remoção das partículas orgânicas dissolvidas na superfície do artigo pelo tensoativo e na quebra dessas partículas pelas enzimas. É importante que a solução de água+detergente enzimático estejam na temperatura recomendada no rótulo do produto, pois assim as enzimas terão suas reações catalisadas e o processo será mais rápido e eficiente. Em caso de temperatura acima da recomendada, as enzimas serão desnaturalizadas e não atuarão como desejado.

 

As principais enzimas presentes nos detergentes enzimáticos são:

 

  • Enzima Lipolítica (lipase): capaz de catalisar a hidrólise de ligações ésteres de ácidos graxos;

  • Enzima glicolítica (amílase): capaz de catalisar a hidrólise de ligações glicosídicas.

  • Enzima proteolítica (protease): capaz de catalisar a hidrólise de ligações peptídicas.

  •  

É importante que o detergente enzimático não produza espuma durante o processo de limpeza, pois esta impede parcialmente o contato do ultrassom com o material e pode exigir mais enxágues dos artigos em lavagem e causar problemas no sistema de drenagem no equipamento.

RDC nº 703/2022– dispõe exigências para a produção de detergentes enzimáticos utilizados em dispositivos médicos.

Exige a apresentação de laudos de atividades enzimática, formulação, toxicidade e rotulagem

Importante: A avaliação das atividades enzimática devem ser realizadas com o produto sem diluição e com diluição, pois não adianta ter uma atividade enzimática ótima no produto sem diluição se quando é diluído perder a atividade no líquido.

 

 

2. Desincrustantes: Remoção de Oxidações para a Conservação dos Instrumentais

 

Dentro do Centro de Material e Esterilização (CME), a conservação adequada dos instrumentos é tão vital quanto a limpeza profunda. Os desincrustantes emergem como protagonistas nesse cenário, desempenhando um papel crucial na remoção de oxidações e manchas em instrumentos de aço inoxidável. Vamos aprofundar nossa compreensão sobre esses produtos e sua contribuição significativa para a preservação dos materiais no CME.

 

Protegendo o Aço Inoxidável:

 

O aço inoxidável é uma escolha comum na fabricação de instrumentos médicos devido à sua resistência à corrosão. No entanto, mesmo esse material robusto pode sofrer com o tempo devido à oxidação e à formação de depósitos minerais. Os desincrustantes são formulados para atacar esses problemas diretamente, garantindo que os instrumentos permaneçam em condições ideais para uso.

 

Remoção Eficiente de Oxidações:

 

A oxidação, muitas vezes causada pela exposição a líquidos corporais ou à umidade, pode comprometer a aparência e a funcionalidade dos instrumentos médicos. Os desincrustantes são projetados para agir sobre as manchas de oxidação, dissolvendo-as e facilitando a sua remoção. Isso não apenas restaura a estética dos instrumentais, mas também impede danos mais severos que poderiam ocorrer se a oxidação fosse negligenciada.

 

Contribuição para a Longevidade dos Instrumentos:

 

A vida útil dos instrumentos médicos é estendida significativamente quando os desincrustantes são incorporados regularmente ao processo de limpeza. Esses produtos não apenas preservam a integridade estrutural dos instrumentos, mas também ajudam a prevenir a formação de resíduos que poderiam afetar negativamente o desempenho ao longo do tempo. Isso é particularmente importante, considerando o custo e a complexidade associados à substituição frequente de instrumentos.

 

Versatilidade de Uso:

 

Assim como os detergentes enzimáticos, os desincrustantes vêm em variedades especializadas, adaptadas a diferentes tipos de instrumentos e situações. Alguns são formulados para uso geral, enquanto outros são mais específicos, visando manchas de óxido específicas ou depósitos minerais. Essa versatilidade permite uma abordagem personalizada, considerando a diversidade de instrumentos encontrados no ambiente do CME.

 

 

3. Lubrificantes: Preservação dos Materiais para um Desempenho Duradouro

 

A lubrificação adequada é essencial para manter a funcionalidade dos instrumentos. Os lubrificantes específicos para uso em instrumentos médicos garantem que peças móveis permaneçam suaves e operacionais. Além disso, a lubrificação adequada contribui para a prevenção do desgaste prematuro, assegurando que os materiais permaneçam em condições ideais para fornecer resultados consistentes.

O Lubrificante consiste em uma emulsão com propriedade antimicrobiana e hidrossolúveis para serem aplicadas ao material após o processo de limpeza. Com isso, o material diminui sua rigidez, dificuldade de manejo e o travamento de materiais com articulação, o que aumenta a vida útil do instrumental cirúrgico e, por consequência, os gastos com reparos e reposição. Evita também manchas, ferrugem e corrosão, que decorrem do acúmulo de minerais e outras impurezas, mesmo que o sangue e os detritos tenham sido removidos.

 

 

CONCLUSÃO

 

Em um CME, a escolha cuidadosa dos produtos de limpeza é crucial para garantir a eficácia e a segurança dos procedimentos médicos. Os detergentes enzimáticos, desincrustantes e lubrificantes desempenham papéis complementares, abordando diferentes aspectos do processo de limpeza e conservação. Ao investir na qualidade desses produtos, os profissionais de saúde estão contribuindo significativamente para a manutenção de padrões elevados de higiene e preservação dos materiais, essenciais para o sucesso das práticas médicas no CME.

 

Podemos destacar alguns equipamentos utilizados na CME para limpeza e desinfeção como: lavadoras ultrassônicas, Termodesifectoras, reprocessadoras de endoscópios, conjunto de pistolas, secadoras de materiais. Todos estes equipamentos a Sanders disponibiliza para você através de venda ou aluguel.

 

 

Em nosso próximo post falaremos sobre QUALIDADE DA ÁGUA, esperamos que tenha gostado deste material e tenha sido útil, fique atento para não perder a sequência das próximas publicações.

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Inscreva-se em nosso boletim informativo para obter informações atualizadas, notícias, insights ou promoções.

Ultímos Artigos